1 2 3 4 5

O verão acabou de chegar, e como nesta época as pessoas costumam ir à praia com mais frequência, é sempre importante reforçar os cuidados que devemos ter com a exposição solar. Contudo, o sol não pode ser visto apenas como vilão. Ele, na verdade, é fundamental para ativar uma substância muito importante em nosso organismo: a vitamina D. 

Antes de falar sobre a importância da vitamina D em nosso organismo, vamos entender o que são as vitaminas e por que elas são tão necessárias. O corpo humano precisa de substâncias que são extremamente importantes para a nossa saúde, e a falta delas pode nos levar a enfrentar problemas como alterações na pele, anemia, retardo no crescimento e até distúrbios neurológicos.

Acontece que tais substâncias não são produzidas pelo nosso próprio organismo, e daí a importância de se ter uma vida saudável, com alimentação balanceada e bons hábitos. Confira abaixo tudo sobre essa importante vitamina ao nosso corpo!

 

Vitamina D: o que é? 

No caso da vitamina D, trata-se de um pró-hormônio que, associado ao paratormônio (PTH), atua como importante regulador do metabolismo ósseo. A principal fonte de produção da vitamina D se dá por meio da exposição solar, pois os raios ultravioletas do tipo B (UVB) são capazes de ativar a síntese dessa substância. 

A ação clássica da vitamina D é regular o fornecimento de cálcio e fósforo ao organismo. Dessa forma, ela é importante por atuar nos ossos, no intestino e nos rins, tendo também uma função essencial no equilíbrio de vários outros órgãos e células do corpo. Veja abaixo a sua atuação em nosso organismo de forma mais detalhada.  

 

Importância da Vitamina D em Nosso Organismo

De acordo com a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, a vitamina D é fundamental para as seguintes áreas do corpo humano: 

  1. Manutenção da massa óssea

A vitamina D estimula a produção de osteocalcina, proteína que ajuda os nossos ossos a absorver o cálcio que ingerimos. Se há deficiência desta vitamina, o cálcio pode se depositar em alguma artéria, aumentando o risco de infarto ou AVC. 

  1. Melhora do sistema imunológico

Por estimular a produção de uma proteína chamada catelicidina, que possui atividades antibacterianas, antifúngicas e antivirais, a vitamina D é muito importante para auxiliar o organismo a combater determinadas doenças. 

  1. Proporciona uma gravidez segura

No primeiro trimestre principalmente, a vitamina D é essencial para a gestante, pois age no sistema de defesa da mãe, aceitando o novo embrião e, com isso, evitando o risco de aborto. Durante a gravidez, a vitamina D previne infecções e diabetes gestacional, inclusive o parto prematuro.

No final do período gestacional, a vitamina D tem forte influência sob o controle da pressão arterial, evitando o risco de pré-eclâmpsia. Também tem sido apontada como essencial para o equilíbrio do cálcio e do fósforo, daí a importância da vitamina D tanto no organismo materno, como no fetal.

 

O que acontece quando a vitamina D está baixa no organismo?

O corpo pode demonstrar os seguintes sinais por causa da falta de vitamina D:

  • diminuição da massa muscular;
  • pele seca;
  • aumento da gordura corporal;
  • diminuição da libido;
  • déficit de atenção e memória;
  • depressão (mau humor, desânimo);
  • alterações ou doenças cardíacas;
  • raquitismo, osteoporose, aumento do risco de fraturas e infecções recorrentes.

Ainda sobre a importância da vitamina D em nosso organismo, deve-se alertar que a idade é um fator diretamente relacionado à baixa produção dessa vitamina. A partir dos 30 anos, a síntese de vitamina D começa a diminuir gradativamente. A título de comparação, idosos com 70 anos ou mais, produzem 4x menos que um jovem de 20 anos.

 

Fontes de vitamina D 

Alguns alimentos, especialmente peixes gordos (salmão, atum, cavala, arenque, sardinha) também são considerados fontes dessa vitamina tão importante, porém representam apenas 10%. Os outros 90% são obtidos através da síntese cutânea após a exposição solar, que deve ser realizada, de acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, de 5 a 10 minutos todos os dias, a fim de sintetizar a vitamina D.

É preciso ressaltar que a exposição ao sol para a síntese da vitamina D deve ser feita sem o uso do filtro solar, portanto a pessoa deve fazer isso somente nos horários liberados pelos dermatologistas (antes das 10h da manhã e após as 16h da tarde). Passado o tempo necessário para a ativação da vitamina D, o filtro solar deve ser usado normalmente.

Apenas a alimentação não é suficiente para suprir a carência de exposição solar. Se a pessoa estiver com baixa vitamina D no organismo e não conseguir adequar a rotina para tomar banhos diários de sol, será necessário recorrer à suplementação (mediante orientação médica).

 

Quer saber onde se hospedar para aproveitar o sol durante o verão?

Agora que você já se informou sobre a importância da vitamina D, não deve ter medo de se expor ao sol durante o verão. Porém, que tal aproveitar o melhor do sol no balneário mais charmoso do país? Vivencie o melhor que a cidade de Armação dos Búzios tem a oferecer para quem deseja curtir as dezenas de praias no destino.

Clique aqui para efetuar a sua reserva conosco e garanta uma experiência inesquecível nesse verão 2020!